Serra da Canastra e Capitólio

Olá pessoal.

A @gastromoni – Monique Balazs, Viajante Digital do Escapadas Online, experimentou recentemente a experiência SERRA DA CANASTRA com pernoite + passeio de lancha em Capitólio e nos conta abaixo todos os detalhes dessa incrível viagem.

1º dia – A viagem até a Canastra

Passeio em Capitólio


A graça da viagem começa pelo caminho. Nossa trip se iniciou numa quinta-feira, saímos cedo de São Paulo e pegamos a estrada com destino a São Roque de Minas, a 600 km de São Paulo, pela BR-381. Apesar da distância não foi cansativo, pois fomos durante o dia e podemos curtir a paisagem enquanto ouvíamos música e conversávamos.

Utilizamos o waze e chegamos com tranquilidade na pequena São Roque de Minas. Com cerca de sete mil habitantes, a cidade faz parte do circuito turístico da Canastra.

Ficamos hospedadas na pousada Canastra Adventure, bem localizada com fachada simples e bons quartos para pernoitar. Saímos para jantar e escolhemos o restaurante Velho Chico para nossa primeira refeição na Canastra. O restaurante é um dos dois badalados da cidade. No cardápio encontram-se, claro, opções com queijo serra da canastra como pastel de angu e filet mignon com seu molho. E, bons rótulos de cervejas artesanais da região.

2º dia – Exploração do Parque Nacional

Cachoeira Casca D’Anta – Parte baixa

Nesse dia exploramos a parte baixa do Parque Nacional da Serra da Canastra.

Com cerca de 71 mil hectares o parque foi criado a fim de proteger as nascentes do rio São Francisco. Existe uma taxa de entrada de R$20 por pessoa.

Todos os trechos dentro do parque são feitos por estradas de terra, seja no caminho para as trilhas e cachoeiras, seja durante a busca pelo melhor queijo Canastra. Por isso, a melhor maneira de explorar a região é em um carro 4×4 off-road, e de preferência, conduzido por um guia local.

Os pacotes do Escapadas Online já incluem os passeios com esse tipo de veículo e com motoristas/guias da região.

Neste roteiro conhecemos a impressionante Cachoeira Casca D’Anta, com aproximadamente 186 m de queda, sua beleza é de tirar o fôlego!

Considerada a primeira queda do Rio São Francisco, seu volume d’agua a apenas 14km da nascente, comprova que a Serra da Canastra é realmente um berço de nascentes.

Importante! Os meses entre novembro e março coincidem com o período de chuvas, é nesse momento que as condições das rotas ficam mais complicadas. A época ideal – oficialmente – para conhecer a Serra da Canastra é entre abril e outubro, durante a seca. Não pegamos nenhum dia com chuva, e foi excelente, pudemos aproveitar bastante a experiência.

Caldinho de feijão

O almoço foi no restaurante rural da Cheff Joanne Ribas, Cozinha Original – Sabores da Canastra com comida mineira no estilo Buffet, aquecida na lenha. A refeição custa R$35 por pessoa e você pode se servir à vontade, apreciando a belíssima vista para o cartão postal da Canastra.

No período da tarde visitamos alguns produtores de queijos canastra e retornamos para a pousada por volta das 17h. Descansamos um pouco e saímos para jantar.

Produção do Queijo Canastra

Dessa vez, escolhemos o Zagaia, restaurante raiz de São Roque de Minas, foi o nosso preferido. Comida regionalista bem feita e com ótimos preços. O caldinho de feijão com torresmo e queijo canastra ralado saiu por 9 pilas!

3º Dia – Cachoeiras e viagem para Capitólio

Em nosso terceiro dia de Canastra, visitamos as cachoeiras que estão mais próximas de São Roque de Minas, o complexo Capão Forro.

Cachoeiras Capão Forro

São quatro cachus (Da Mata, Do Lobo, Do Capão Forro e Do Pilão) todas próximas, o acesso de uma para outra é feito em trilha, com subidas e pedras no trecho. Prepare seu tênis e aproveite cada pausa do caminho para respirar e admirar a beleza da natureza no entorno, alimento para alma.

No período da tarde colocamos o pé na estrada já no sentido São Paulo e partimos para Capitólio. Levamos aproximadamente 1h15 para chegar em Escarpas do Lago, cidade vizinha.

Fizemos uma parada para tomar um drink no restaurante Hud’s que fica na beira do lago. O contraste da simplicidade da Serra da Canastra, para o luxo de Escarpas do Lago, foi o que chamou mais atenção.

Seguimos para a pousada Terrazzo Suítes a 6km, 5 min de carro de Escarpas. Onde fomos recebidos com café produzido e feito pelo proprietário e sua esposa, a sensação foi de ser recebida por familiares. Os donos moram na primeira casa e os dois cômodos para hospedes ficam na parte de traz do terreno. Os quartos são bem decorados e confortáveis, lugar ideal para uma boa noite de sono.

4º dia – Passeio de lancha em Capitólio

Café da manhã mineiro

Após o delicioso café da manhã na pousada, partimos para o passeio de lancha nos Canyons do Lago de Furnas ou, simplesmente, Mar de Minas, como é conhecido.

Um dos maiores e mais limpos lagos artificiais do mundo, o lago pode ser visitado em passeios de lancha, escuna e chalana. Exibe seus imensos cânions, cachoeiras e paisagens de encher os olhos.

Lanchas em Capitólio

Fizemos o embarque no restaurante do Turvo, que serve a famosa traíra recheada. Infelizmente não tinha na nossa visita. Depois do passeio pelos Canyons, almoçamos no Turvo e pedimos a tilápia ou Saint Peter, típica da região, feita na telha com arroz branco e farofa com ovo. Pagamos R$85 no prato para duas pessoas.

Abastecidas e energizadas, seguimos viagem de volta para a Paulicéia.

Quer conhecer as nossas experiências para a Serra da Canastra? Seguem abaixo os links para que você possa analisar e escolher a sua melhor aventura.

  1. SERRA DA CANASTRA: Final de semana + passeio de lancha em Capitólio
  2. SERRA DA CANASTRA: 4 dias + passeio de lancha em Capitólio
  3. SERRA DA CANASTRA: 5 dias + passeio de lancha em Capitólio
  4. SERRA DA CANASTRA – Queijos e aventura
 Texto e fotos @gastromoni por Monique Balazs

GOSTARIA DE COMENTAR ESSE POST?