Estivemos em Bonito, no Mato Grosso do Sul e resolvemos contar tudo!

Amigos viajantes, nossa mais recente escala foi em Bonito, na região da Serra da Bodoquena, no estado de Mato Grosso do Sul.

Procurávamos um destino que pudesse nos tirar do centro e quem sabe até fizesse com que esquecêssemos, mesmo que por um curto período de tempo, o agitado dia a dia da cidade grande.

Era um domingão, tinha muito sol e lá estávamos nós junto ao balcão da locadora de automóveis no aeroporto de Campo Grande, capital do estado do Mato Grosso do Sul, para retirar o carro reservado e seguir nossa aventura até a cidade de Bonito.

Seguimos pela Rod. BR 060, aliás, em ótimas condições para dirigir. Chegamos ao destino após 3h30 de viagem e logo nos acomodamos em nosso hotel.

Os demais detalhes dessa linda viagem e um pouco das experiências que lá vivemos, seguem no post, mas antes de chegar até lá, deixo aqui uma indagação: Quem, em sua mais sã consciência, batizaria uma cidade chamando-a de Bonito, se o nome não fizesse jus ao título?

Bonito – O maior polo de ecoturismo do Brasil!

Imagine um lugar que ofereça rios com águas tão transparentes quanto o mais puro cristal, com tantas cachoeiras, que se torna praticamente impossível eleger a mais bonita, com grutas e cavernas cheias de histórias e de beleza ímpar. Soma-se a isso, uma mistura de vegetação de Cerrado e Mata Atlântica com uma variedade impressionante de fauna e flora que abrigam centenas de espécies de aves, mamíferos e répteis.

Parece um lugar dos sonhos, não é verdade? E é isso mesmo! Bonito, no Mato Grosso do Sul, é o maior polo de ecoturismo do Brasil e um dos principais de todo mundo.

Onde fica
Localizada nos redores da Serra da Bodoquena, a 300 quilômetros da capital Campo Grande, a cidade recebeu em 2013 o prêmio de melhor destino de turismo responsável do mundo, através do World Responsible Tourism de Londres.

O que fazer
Uma variedade incrível de aproximadamente 40 atrativos espera pelos viajantes que elegem Bonito para passar suas férias. As atividades são bem variadas com possibilidades de programas calmos e contemplativos, até os mais radicais e que exigem um pouco mais de esforço físico.

  • Atividades contemplativas – Visita às grutas e cavernas, caminhadas pela floresta com direito a banho em cachoeiras, flutuação em rios com águas cristalinas.

  • Atividades de aventura – Trilhas, circuitos de arvorismo, descida por rios em botes, boias (boia cross), pranchas stand up paddle, caiaques, rotas em quadriciclos off road, cavalgadas e passeios de bicicletas.

  • Atividades radicais – Rapel e mergulhos com cilindros em rios ou lagoas.

Ingresso aos atrativos
Apesar de fazerem parte da natureza e teoricamente terem fácil acesso, todas as atrações, com exceção da gruta do Lago Azul, estão localizadas em propriedades particulares e com rígido controle de ingresso por parte dos órgãos municipais e estaduais.

Atenção! Ao organizar sua viagem para Bonito, preocupe-se em adquirir as entradas para as atividades com antecedência! Os ingressos são limitados, e você corre sério risco de não conseguir realizar as atividades planejadas nos dias e horários de sua preferência, o que certamente irá frustrar as suas merecidas férias.

Como adquirir os ingressos?
Os ingressos para todas as atividades são rigidamente controlados pela Secretaria Municipal de Turismo, Indústria e Comércio de Bonito. Ninguém consegue acesso às atrações se não adquirir um voucher, que são as entradas, com uma das agências ou operadoras autorizadas e cadastradas no sistema central da Secretaria de Turismo. Os ingressos são contabilizados em tempo real, e assim que o limite diário é atingido os passeios ficam indisponíveis para vendas. Acredite, funciona!
O ideal é adquirir um pacote onde a hospedagem e os passeios já estejam incluídos. Caso não consiga adquirir os ingressos com antecedência, não deixe de procurar uma das dezenas de agências de turismo da cidade no mesmo dia de sua chegada, para planejar os dias e passeios que irá realizar.

Quer mais informações sobre as atrações? Clique aqui e veja o post sobre cada atração de Bonito no Blog Escapadas.

Vá de carro!
Bonito está a 300km da capital do MS, Campo Grande. O acesso é feito por estradas novas e em excelente estado de conservação. O trajeto é muito agradável, passando por fazendas e campos à perder de vista.
Já na cidade você irá perceber que os locais onde estão localizados as atrações são muito distantes do centro de Bonito, entre 7 e 60 quilômetros de distância, e que possuir um carro para locomoção é imperativo!

Sossego e Segurança
Com cerca de 20.000 habitantes e uma extensa área geográfica, Bonito é uma cidade muito agradável e pitoresca. A arquitetura é ainda de imóveis horizontais, com atmosfera de cidade do interior e rural.
O turismo, junto com o agronegócio, é a principal atividade econômica da região e é levado extremamente a sério, por esse motivo a segurança é um quesito acompanhado com lupa pelas autoridades locais. São quase inexistentes os registro de violência, furtos ou roubos contra turistas. A sensação de liberdade e segurança, aliados às inúmeras ofertas de atividades, é algo que deixa seus visitantes completamente apaixonados pelo local.

O que comer
A gastronomia é regional, com grande oferta de peixes de água doce. Não deixe de experimentar o Pacu e o Pintado! Os mais curiosos podem também experimentar a carne de jacaré. Há grande oferta na cidade.
E para se refrescar do intenso calor, você poderá deliciar-se com um sorvete de frutas típicas da região em uma das inúmeras sorveterias localizadas na avenida principal.

2 comentários sobre “Estivemos em Bonito, no Mato Grosso do Sul e resolvemos contar tudo!
  • Angela Viel
    Comentário de
    5/5

    Não poderia existir nome mais correto que Bonito para esta cidade! Foi uma das experiências mais prazerosas que tive com o turismo ecológico, a cidade mais linda que pude visitar. Super recomendo o destino, excelente matéria, pois a maioria dos pacotes não inclui o carro, que é realmente imperativo para aquelas pessoas que gostam de explorar ao máximo cada cantinho do destino. Parabéns pela matéria, nada melhor que vivenciar para…

GOSTARIA DE COMENTAR ESSE POST?